Please reload

Últimas notícias

Noite Lírica

15 de Junho ∙ 21h

TEATRO ADEMIR ROSA - CIC

 

maestro Jeferson Della Rocca

barítono Douglas Hahn

 

Participação dos cantores 

ALICIA CUPANI - soprano

CARLA DOMINGUES - soprano

MASAMI GANEV - soprano

FERNANDO DE CARLI - barítono

THOMPSON MAGALHÃES - tenor

 

produção MARIA ELITA PEREIRA

 

INGRESSOS: R$ 40,00 (inteira) / R$ 20,00 (meia)

COMPRE NA BLUETICKET AQUI

A venda na Camerata Florianópolis; bilheterias do CIC, TAC, Teatro Pedro Ivo; loja Blueticket do Shopping Beiramar.

 

INFORMAÇÕES: 48 - 3233 2324

camerata@camerataflorianopolis.com.br

www.camerataflorianopolis.com.br

 

PROGRAMA

" Non piu andrai farfallone amoroso" (As Bodas de Figaro) WOLFGANG AMADEUS MOZART - Douglas Hahn

“La ci darem la mano” (Don Giovanni) - WOLFGANG AMADEUS MOZART - Carla Domingues / Fernando de Carli

“Lunge da lei” (La Traviata) - GIUSEPPE VERDI - Thompson Magalhães

“Di provenza il mar e il suol” (La Traviata) - GIUSEPPE VERDI - Douglas Hahn

“Pace, pace Dio mio” (La Forza Del Destino) - GIUSEPPE VERDI - Masami Ganev

“Ô sainte médaille” - Aria Valentin (Fausto) - CHARLES GOUNOD - Fernando de Carli

“O mio babbino caro” (Gianni Schicchi) - GIACOMO PUCCINI - Alicia Cupani

“Dueto "Au fond du temple saint" (Les Pêcheurs de Perles) - GEORGES BIZET - Douglas Hahn / Thompson Magalhães

“Ah! Je ris de me voir si belle en ce miroir” (Faust) - CHARLES GOUNOD - Carla Domingues

“Dueto: Dunque io son” (Barbeiro de Sevilha) GIOACCHINO ROSSINI - Alicia Cupani / Douglas Hahn

“Un bel dì vedremo” (Madame Butterfly) - GIACOMO PUCCINI - Masami Ganev

“La donna è mobile” (Rigoletto) - GIUSEPPE VERDI - Thompson Magalhães

“Dueto: Mira d’acerbe Lagrime” (Il Trovatore) GIUSEPPE VERDI - Masami Ganev / Douglas Hahn

“È strano … sempre libera” (La Traviata) - GIUSEPPE VERDI - Carla Domingues

“Largo al Factotum” (Il Barbieri di Seviglia) GIOACCHINO ROSSINI - Douglas Hahn

“Libiamo” Brindisi - (La Traviata) - GIUSEPPE VERDI (Todos)

 

 

 

DOUGLAS HAHN - Barítono

 

Natural de Joinville/SC teve sua formação com Rio Novello e Neyde Thomas em Curitiba/PR. Fez sua estreia em Florianópolis em 1996 com a ópera Il Guarany e no ano seguinte estreou no Theatro Municipal de São Paulo iniciando assim sua trajetória nos teatros e salas de concertos mais importantes do Brasil. Em Buenos Aires interpretou Poliuto no Teatro Avenida; junto a OPES participou da estreia na America Latina da ópera Der Zwerg na Sala Cecília Meireles.

 

Recebeu o Prêmio Edino Krieger como Destaque Musical de 2009, conferido pela Academia Catarinense de Letras e Artes. Dentre seus últimos trabalhos destacam-se; Romeu et Juliette no XIV Festival Amazonas de Ópera; Loreley no Teatro Avenida em Buenos Aires; Don Pasquale no Teatro São Pedro em São Paulo; Aída no Salão de Atos da PUC em Porto Alegre; La Serva Padrona em turnê catarinense; Concerto de Reabertura do Theatro Municipal de São Paulo e a opereta O Morcego (Dr. Falke); Tristan und Isolde (Kurwenal) no Teatro Argentino La Plata; estreou na Sala São Paulo junto a OSESP com a Oitava Sinfonia de Mahler; O Barbeiro de Sevilha em Chapecó; Rigoletto em forma de concerto no Teatro São Pedro/SP; Lucia di Lammermoor no Teatro San Martin Libertador em Córdoba; Il Campanello di Notte no Theatro São Pedro em Porto Alegre. Recentemente foi empossado como membro da Academia Catarinense de Letras e Artes (ACLA).

 

Sucessos recentes de Douglas incluem, Le Nozze di Figaro no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, L'amore dei tre rè e Falstaff no Theatro São Pedro em São Paulo, Carmen no CIC em Florianópolis, L'amore dei tre rè no Teatro Amazonas em Manaus, Missa São Sebastião em Campinas, sua estreia no Teatro Colón como Renato (Un Ballo in Maschera) e as performances em Nona Sinfonia de Beethoven em Campinas, Madama Butterfly e Un Ballo in Maschera no Palácio das Artes de Belo Horizonte, Aida em Buenos Aires no Teatro Avenida, Joanna de Flandres em Campinas e em São Paulo e Il Campanello no III Festival Internacional SESC de Música de Pelotas.

 

Paralelamente a sua carreira como solista, desde agosto de 2014 vem colaborando como diretor artístico da Sociedade Harmonia Lyra de Joinville, desenvolvendo e promovendo projetos culturais para formação de público e fomento da música erudita como o projeto Interlúdio dedicado à música de câmara e recentemente o projeto Ópera de Bolso com o título La Traviata.

 

Para a temporada 2016 dentre seus compromissos agendados, a turnê catarinense com a opereta La Serva Padrona;  na temporada da OSPA com Don Pasquale; La Traviata com Cia Ópera SC em Chapecó; recital com o pianista Max Uriarte na Harmonia Lyra em Joinville e o retorno ao prestigioso Teatro Colón de Buenos Aires protagonizando Macbeth em outubro.

 

Please reload

Please reload

Arquivo

Siga a Camerata Florianópolis nas redes sociais e no nosso canal do YouTube

  • Facebook Social Icon
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social